Essa é a história do meu milagre chamado RAFAEL.

Uma gravidez desejada, cheia de riscos, mais cheia de amor.

Tenho Incompetência Istmo Cervical com histórico de duas perdas: Carlos Daniel, 18 semanas, 2007 e Marcos Vinicius, 20 semanas, 2009.

Após 225 dias de repouso, descolamentos de placenta, duas cerclagens e diversas infecções, venci a IIC e recebi meu milagre na noite de Natal.

Hoje sou mãe!!!




E-familynet.com Ticker


Minha História


Minha história 

Primeira Gravidez - Carlos Daniel 

Em 2007 cismei que estava gravida, minha monstra estava em dia, mais mesmo assim eu comprei um teste de farmácia e deu positivo. 
Durante 17 semanas em média, desde que descobri que estava gravida eu tinha uma hemorragia por semana, algumas por conta de inúmeros descolamentos de placenta, outros sem explicação. Ia e voltava do hospital a cada sangramento, muitas vezes sem esperança de sucesso. 
Por volta da 14º semana mais ou menos, meu marido chegou do trabalho mais cedo, eu estava de repouso absoluto, só levantava para o banheiro. Reclamei de uma terrível dor de cabeça e disse que ia dormir. Fui ao banheiro e senti sair alguma coisa grande da minha vagina. Meu marido ouviu o barulho e pegou “aquilo”. Ele entrou em estado de choque só gritava e chorava. Eu fiquei em pé olhando ele, tentando acalma-lo quando senti aquele sangue quente descendo por minhas pernas, chegou a fazer uma poça no chão. Quando vi que eu não conseguia controlar a situação, comecei a gritar minha mãe que mora ao lado. Meu pai me levou ao hospital e meu marido foi chorando com aquila na mão dele. Ao me examinar a GO de plantão disse que precisava ver o que saiu de mim, ela viu e disse que era “apenas um coagulo” ( do tamanho de um limão), fiz uma ultra e meu filho estava lá, estava tudo bem. 
Em torno de 16 semanas, fiz uma ultra de rotina e nao deu pra avaliar a cabecinha dele, houve afunilamento, meu colo estava aberto de dentro pra fora, com a cabecinha do bb dentro. Foi ai que eu descobri o que é a CERCLAGEM. Um médico que estava atendendo na clinica onde fiz a ultra me recebeu e me explicou o que é INCOMPETÊNCIA ISTIMO CERVICAL, disse que tinha riscos, mais que eu teria que procurar um hospital urgente pra fazer essa pequena cirurgia e tentar segurar meu filho. 
Fui ao hospital e no mesmo dia fizeram uma espécie de morfológica, descobriram que meu filho tinha uma má formação no cranio, chamada Encefalocele Parietal Direita ( basicamente o crânio não se formou completamente de um lado da cabeça) e que msm se ele chegasse ao 9º mês ele nao suportaria, disseram também que meu corpo estava expulsando um bebê doente, que isso é normal. (Que grávida aguenta isso?) 
MEU MUNDO ACABOU, eu já sentia ele mexer, cada vez que ele mexia eu me acabava de chorar. Lembro-me de uma Assistente Social que conversou conosco naquele dia. Ela dizia que Deus tinha planos para nós e que milagres existem. Eu simplesmente não conseguia parar de chorar... 
Fiquei internada durante vários dias, fazendo ultra quase todos os dias (eles diziam que era pra ver se o bebê estava vivo) eu chorava cada vez que via meu filho na ultra. Eu não quis correr atrás para abortar, não queria esse peso em cima de mim, e realmente eu acredito em milagres. 
Me deram alta, pra eu procurar um hospital que poderia cuidar melhor de mim e do bebê, especializado em gravidez de risco e problemas fetais, já que eu estava com o colo fechado e sem dilatação. 
Com quase 19 semanas minha bolsa estourou em casa, foram 3 dias em trabalho de parto. Ainda me lembro de quando senti ele mexer pela ultima vez... Mesmo pequeno, eu nao tive passagem, me deram oxitocina, o sangue jorrava de mim como jato. Tive infecção na hora do parto, a placenta não saia, meu marido presenciou vários desmaios e delirios de febre . Eu não quis ver meu filho, que nasceu sem vida, mais meu marido confirmou o diagnostico e só parou de chorar quando viu que poderia me perder. 
Após 3 dias de parto, conseguiram retirar a placenta retida por causa da quantidade de remédios que tomei, e tbm pelo grau de maturidade. 

Disseram que eu poderia tentar de novo, que a má formação é comum na primeira gravidez e que nao tinha nada de errado comigo. 

Segunda Gravidez - Marcos Vinicius 

No fim de 2008 engravidei novamente. Com muitas perspectivas, tinha certeza que tudo iria dar certo. Fiz todos os exames, tomei as vitaminas recomendadas e engravidei no primeiro ciclo de tentativa. 
Tive um sangramento que durou meses, apesar de constante era de pouca intensidade. Devido a alguns descolamentos de placenta, mais esse não era o único motivo. Quando melhorava eu continuava sangrando. 
Fazia uma ultra por semana, mais ou menos. Com medo do bb tbm ter uma má formação. 
Mais eu não entendia. De onde vinham os sangramentos? Pq eu sentia tanta colica? 
Meu médico era um Obstetra comum, ele dizia que era normal, já que nas ultras o colo pareciam bem. Tive corrimentos tbm. 
Dai com 19 semanas minha tia me apresentou um médico que tratava de gravidez de risco. Ele fez o parto do meu primo que nasceu de 7 meses,com 1kg, hj com 30 anos. Ele avaliou os exames. Me examinou e foi sincero. Disse que eu realmente tenho INCOMPETENCIA ISTIMO CERVICAL mais que era tarde para fazer a cerclagem, o colo já estava apagado e aberto. Me receitou alguns remédios e me disse que faríamos o possível para segurar o neném assim mesmo, pelo máximo tempo possível. 
No dia seguinte fiz outra ultra, o colo aparecia fechado! Tive esperanças! Pensei que de repente o diagnóstico poderia estar errado e que meu filho nasceria no tempo certo. 

Mais durou pouco... 

Três dias depois senti o neném mais embaixo, fui até o hospital e o plantonista disse que estava tudo bem. De manhã, acordei com sangramento, voltei ao hospital, fizeram um ultra e disseram que as perninhas dele estavam dentro da vagina. Disseram não ter mais jeito, tínhamos que fazer o parto. 
O procedimento foi rápido e sem muitas complicações dessa vez. Todos os médicos disseram ser IIC. 
Meu filho era saudável, mais a dor não foi maior nem menor... 

Passei meses a fio com sangramento, fiz exames e até hj não sabemos pq sangrei por tanto tempo. Durante 1 ano permaneci trancada em casa, com forte depressão e síndrome do pânico. Cheguei me separar, dizia ao meu marido que ele tinha que encontrar alguém que desse filhos a ele, pq eu nunca mais tentaria engravidar. Eu achava que ele seria feliz com outra pessoa, enquanto estava perdendo tempo comigo. 

Enfim... 
Voltei a trabalhar, me recuperei um pouco. Não me conformo com a perda. Na verdade até hj eu choro de saudade de meus filhos. Imagino como eles seriam, com quem pareciam... 
Em novembro de 2010 decidi correr atrás do prejuízo e finalmente lutar pelo NOSSO sonho. 

Fiz muitos exames, tratei uma hepatite A e fiz uma ultra. Na ultra parecia estar tudo bem, mais apareceu um pequeno mioma. Ao pegar o resultado perdi a direção, mais de 7 cm. 
Eu chorei durante duas semanas, achando que esse mioma era muito grande e que talvez eu nunca mais pudesse engravidar. 

Fui na consulta com meu médico, aquele que me diagnosticou a IIC no fim da ultima gravidez. Ele disse que o mioma tinha 7 milímetros, que a pessoa que digitou errou rsss 
Disse que estava tudo ótimo nos exames e que eu poderia começar as tentativas, mais que a qualquer sinal de gravidez era pra procura-lo o mais rápido possível, pq meu colo é muito curto e que ele faria a cerclagem entre 2 a 3 meses de gestação. 

Terceira gravidez - Rafael MINHA VITÓRIA! 

No momento estou com 27 semanas e 2 dias, GRAÇAS A DEUS. 

Resumindo minha gestação, tive sangramento com 6 semanas pr conta de dois descolamentos de placenta. 
Fiz cerclagem de 3 pontos com 8 semanas, com 19 semanas fui internada pq a cerclagem esgarçou e tive que refazer a cerclagem com 20 semanas. 
Fiquei de repouso absoluto muitos dias, em alguns só levantava para o banho, usando comadre, em outros só para ir ao banheiro. Mais passei a maior parte do tempo até agora em repouso relativo, sem sair de casa, evitando ficar em pé. 
Minha mãe, meu pai e meu marido cuidam de mim, não subo as escadas da minha casa desde maio. Meu marido colocou uma cama de casal no meio da sala de estar e a sala de jantar virou closet. 
Mais minha vitória se aproxima, tenho certeza que somos vitoriosos!!!! 

Quem quiser acompanhar melhor minha gravidez pode acessar meu blog, eu coloco as mensagens que escrevo em meu tópico no Orkut da comunidade cerclagem e as mensagens de minhas companheiras que me acompanham, irmãs que entendem tudo o que quero dizer.