Essa é a história do meu milagre chamado RAFAEL.

Uma gravidez desejada, cheia de riscos, mais cheia de amor.

Tenho Incompetência Istmo Cervical com histórico de duas perdas: Carlos Daniel, 18 semanas, 2007 e Marcos Vinicius, 20 semanas, 2009.

Após 225 dias de repouso, descolamentos de placenta, duas cerclagens e diversas infecções, venci a IIC e recebi meu milagre na noite de Natal.

Hoje sou mãe!!!




E-familynet.com Ticker


quarta-feira, 26 de setembro de 2012

DESENVOLVIMENTO 9 MESES


O desenvolvimento do bebê com 9 meses de vida.

Está quase pronto para andar e ter novas experiências a cada dia.
Seu bebê, se já não estiver engatinhando, demonstra que está quase pronto para isso. Já senta sem apoio nenhum e com muito equilíbrio, e sua concentração está apta a conhecer mais sobre seu corpo e o meio a seu redor. Faz movimentos coordenados preparando-se para andar em breve, além de já estar adquirindo noções espaciais mais precisas, como saber a distância em que se encontra o brinquedo que quer, se basta esticar um braço para pegá-lo ou se será preciso locomover-se para alcançá-lo. Começa a aprender a observar profundidades, soltando um objeto e acompanhando sua trajetória até o chão. Por isso é que jogam tudo o que têm em mãos; não se trata, portanto, de rebeldia mas de novas experiências.

O bebê e a sujeira na hora da comida.

Nessa fase, ele passa a ter noção dos alimentos que estão em seu pratinho. Também já associa a colher ao ato de se alimentar. Vai querer usá-la, batendo e cavocando a comida, e fazer muita sujeira. Deixe-o ir experimentando sua nova descoberta. Mesmo que não acerte, ele desenvolve sua capacidade motora, além de se familiarizar com a própria capacidade de fazer um dia o que até então dependia de sua mãe. Mas é só depois, por volta dos 12 meses, que o bebê vai tentar manejá-la para se alimentar.
Por enquanto:
- Deixe sempre a colher ao alcance da mãozinha dele.
- Compre uma colher especial, cujos cabos trazem figurinhas estampadas para atraí-lo
- Se preferir, há colheres tortas para facilitar o trajeto até a boca.
- Prefira materiais menos duros, como o plástico menos rijo, que não machuca em casos de tentativas mal sucedidas.

A dentição do bebê com nove meses de idade:

É por volta dos 9 meses, quando ele já está fazendo mil e uma gracinhas, é que surgem os dois incisivos centrais superiores e os dois incisivos laterais, superiores e inferiores. São oito dentes na boca do bebê. Em geral, as crianças já têm condições de cortar pequenos pedaços de frutas que lhe oferecem. Habitue-se, portanto, a substituir as maçãs raspadinhas por pedacinhos consistentes. Isso vai estimular bastante a mastigação. Embora não tenha todos os dentes, as gengivas mais fortes contribuem para a trituração de sólidos.
Alimentação inadequada!
Não é raro a mãe achar que a criança se alimentou mal e complementar a refeição com leite achocolatado. Além de agradável ao paladar, o alimento provoca sensação de saciedade. Na próxima refeição, dificilmente ele estará com fome e novamente vai comer pouco. A mãe, preocupada, volta a lhe oferecer leite. Está estabelecido o círculo vicioso. Além de errado, pode desenvolver carências futuras, como a falta de ferro, que no leite é encontrado em quantidades insuficientes. Resultado: a criança torna-se séria candidata à anemia.
O prato predileto do bebê.
Não existe criança que não goste de batatas fritas. Quando pequenas elas se deliciam, segurando-as na mão e mordiscando pedacinhos. Mas não deixe seu bebê provar das fritas industrializadas. Só aquelas feitas em casa. Tente também deixar as batatas menos engorduradas. Há uma receitinha para isso: ponha maisena no óleo quente na hora de fritar. Lembre-se também de que se trata apenas de um “prazer eventual” e não substitui refeições. Comida é comida. Quer dizer: carne, grãos, legumes e verduras. Batata também, mas cozida.
Dedos em pinça
O bebê já pega com as pontas do dedo em pinça. Aproveite. Deixe-o pegar a comida. Vai ajudá-lo a se familiarizar com itens que estão em seu prato. Ele vai sentir a textura e em seguida o sabor. Vai aprender a distinguir doces de salgados, o sabor mais azedinho, o alimento mais crocante. Terá mais prazer em comer. Veja como facilitar a nova tarefa dele.
- Use pratos de plástico, se preferir com ventosas que fixam o utensílio na mesa o no cadeirão.
- Dê a refeição dele num local apropriado, de limpeza fácil.
- Não o repreenda se ele espremer o alimento. É parte muito importante das descobertas.
- Coloque pedacinhos pequenos, seja de batata, de legumes, de carne que vão se desmanchar na boca, evitando que ele engasgue.

bebe 9 meses 300x199 9 meses. Confira o desenvolvimento do bebê mês a mês.
Bebê - 9 meses
O que fazer para não atrapalhar o desenvolvimento da linguagem:
- Não reprima a expressão natural. Não precisa ficar repetindo, “não é áua, é água”, por exemplo. É que ele ainda não consegue reproduzir alguns sons.
- Não queira fazer o papel de uma professora de oratória, exigindo mais a cada progresso e tentando fazer com que ele repita corretamente palavras que nem fazem ainda parte de suas necessidades diárias de comunicação.
- Não compare seu filho com outras crianças da mesma faixa etária. Ele é único e por isso tem suas próprias aptidões e dificuldades.
Bebê com tendência à diarréia?
É uma receitinha caseira mas, dizem, bastante eficaz. Coloque num litro de água fervente dez folhas de goiabeira previamente muito bem lavadas. Deixe descansar por dez minutos, espere esfriar e ofereça a bebida em pequenas doses ao seu filho. Mas lembre-se: esse chá só deve ser administrado em casos de diarréia muito leve, provocada por excesso de algum alimento naturalmente laxante. De todo modo, não deixe de comunicar ao pediatra tanto a diarréia quanto a ingestão do chá terapêutico. Todos os médicos conhecem bem esses tratamentos caseiros.
Higiene do bebê
Higiêne é saude!!! Verdade? Mas até certo ponto.
- Agora que ele vive pelo chão, você está sem saber como proceder com a lavagem das roupas dele. Fica pensando em desinfetar tudo. Bobagem. Lave normalmente, como fez até hoje.
- Lave as mãozinhas dele antes das refeições. Principalmente agora, que manipula o alimento, evita contaminações. Água e sabão bastam.
- Escove os dentes dele depois de cada refeição, para evitar a placa bacteriana e a cárie. Até mesmo depois do leite noturno, pois a quantidade de saliva, um desinfetante natural da boca, diminui enquanto dormimos. Mesmo que não se adicione açúcar, o leite contém lactose, que fermenta e favorece a formação de cáries.
Se ele se machucar…
O bebê está cada vez mais ativo. Locomove-se para todo o lado, mas ainda não tem capacidade de dimensionar distâncias nem de memorizar tudo. Rodeia a mesa, enfia a cabeça em baixo para experimentar e se levanta. Resultado: dá com ela no tampo. Assusta-se, chora muito e até se machuca um pouco. Fique calma. Acidentes como esse só começaram. Você ainda terá muitos pela frente. O remédio é acalmar a criança, conversar em tons suaves, transmitir-lhe segurança e tomar algumas precauções:
- Dê preferência aos móveis com as quinas redondas.
- Evite mesinhas com tampos de vidro, sobretudo aqueles sem fixação e com menos de 12 milímetros de espessura. Lembre-se de que ele vai usar tudo que encontrar para se apoiar.
- Tente reduzir o número de enfeites quebráveis, como porcelana e cristal, em móveis baixos de fácil acesso para o bebê. Ele pode se machucar, e muito.
- Fique atenta às cadeiras que tenham almofadas soltas sobre o assento. Ele se agarrará nelas para se levantar e se apoiar. Não é seguro.
- Cuidados especiais com as portas. Eles vão se segurar nelas também e podem fechar seus próprios dedos. Se puder colocar presilhas no piso, melhor. Caso contrário, fique atenta aos movimentos do bebê.
9 meses – Curtindo praia e piscina
Coloque sempre um protetor no chão, mesmo que o bebê esteja de calçãozinho ou fraldas. Areia direto na pele do bumbum não convém e à beira da piscina pode ter formigas. Espalhe os brinquedinhos a sua volta. Encha um balde, daqueles mais rasos de água e acompanhe relaxada. Ele vai se molhar, sim. Mas vai se divertir. E se o tempo estiver apropriado, não há mal algum. Com sol forte demais, só embaixo de uma barraca, com chapeuzinho e protetor solar, fator de proteção solar 30. Depois:
- Dê-lhe um bom banho morno e hidrate-o bem.
- Passe pomada contra assadura, pois o calor pode desencadeá-la com mais facilidade.
-Coloque uma roupa fresca em seu bebê. Depois, se for o caso, agasalhe-o mais

9 meses

Rafael agora está com 9 meses, meu Deus como passa rápido!!!

Ele engatinha com facilidade, se agarra onde puder para se levantar e fica em pé segurando-se apenas com uma das mãos. Na verdade acho que ele pensa que sabe andar, ele solta as mãozinhas e sai andando, tenho que ficar atenta a todo momento. 
Ele bate em tudo o tempo todo, até dormindo ele segura a mamadeira com uma das mãos e bate com a outra. Sei que é da idade por isso ainda não chamo a atenção dele para os tapas que recebemos.
No chiqueirinho ele engatinha, senta, fica em pé, rola, joga as coisas para fora, a unica coisa que ele ainda não faz é sentar sozinho, quando está deitado de barriga pra cima ele até tenta levantar, mais não consegue, estou estimulando.
Não fica quito nenhum segundo, só quando está dormindo ou com sono.

Sobre a alimentação estou muito feliz pq consegui pelo SUS o leite de soja dele. Ele tem intolerância a lactose, mais tenho fé que por volta dos 12 meses faremos novos exames e ele estará liberado a consumir alguns alimentos com leite comum.
Ele come muito bem, não há recusa de alimentos, apesar de não gostar muito de beterraba.
Atualmente ele não se alimenta nos horários certinhos, mais tento seguir a seguinte tabela:

04:00 /05:00 - Mamadeira
08:00 - Mamadeira
10:00 - Lanche
12:00 - Almoço
15:00 - Lanche
17:00 - Suco 
19:00 - Jantar
10:00 - Mamadeira
01:00/02:00 - Mamadeira


Cada mamadeira contém mais ou menos 230 ml de leite de soja, no momento ele toma Aptamil 2 soja.
No lanche eu costumo oferecer frutas frescas (quase sempre banana) misturadas ou não com outras frutas ou com geléia de mocotó. Ele tbm belisca de vez em quando um pedacinho de pão.
No almoço ou jantar ofereço legumes e verduras geralmente batidos ou amassadinhos com a garfo, com uma colher de sopa de arroz ou macarrão e as vezes com um pouco de caldo de feijão (Ele ainda sofre com gases).
O suco das 17 horas eu geralmente dou para atrasar um pouco o jantar para que o pai participe pelo menos da jantinha do Rafa.


Ele já tem 7 dentinhos e mastiga tudo que come, é lindo demais vê-lo comendo, ele sempre chora quando a comida acaba, eita moleque guloso hehe.

Durante a noite ele acorda algumas vezes, geralmente para mamar, e para trocar a fralda, duas fraldas por noite em média, uma na hora de dormir, outra no meio da noite. Prefiro que ele durma perto de mim, faz tempo que ele não dorme no quarto dele, mais por preguiça da mamãe de ficar levantando de madrugada rs
Estamos há muito tempo dormindo na sala de estar, costume bobo pq moramos numa casa de dois andares, fica mais fácil para usar o banheiro e esquentar as mamadeiras sem demora. Quando dormimos na sala, ele dorme até as 3 ou 4 da manhã no chiqueirinho, depois só consegue dormir se estiver abraçadinho com o papai.
No quarto, cheguei minha cama para o canto, e ele dorme no cantinho, até a hora do aconchego. Morro de medo dele ficar na cama. Um dia desses ele acordou e saiu engatinhando, sorte que estávamos no colchonete no chão. Mais até quando está no berço ou chiqueirinho, ele acorda e levanta, fica em pé numa rapidez que só vendo.
Geralmente ele dorme um sono rapido na parte da manhã, entre a 15 a 20 minutos e a tarde um sono mais longo, entre 1 a 2 horas. A noite, adormece por volta das 21 horas, acorda muitas vezes por volta das 6 da manhã, mais estou acostumando ele a ficar um pouco mais na cama, até umas 8 horas.

Ele fica bastante tempo com a vovó Neuza e vovô Augusto, que me ajudam a cuidar dele quando me enrolo com as tarefas de casa. Meu pai leva o Rafa para passear de carrinho quase todos os dias, o danadinho adora rsss

Ele já pronuncia muitas palavras como: Mamã, Papá, au au, dinda, dindo, vovó, vovô, goool, boom, buuu (carrinho) entre outras...